Greve Ônibus ‘seletivos’ de Santos devem parar na segunda-feira

Os 30 ônibus ‘seletivos’ de passageiros de Santos devem ficar parados a
partir de segunda-feira (13). Motivo: salários, benefícios, fundo de
garantia e plano de saúde de 90 trabalhadores em atraso.
Os motoristas, fiscais, pessoal de manutenção, limpeza e administrativo
participaram de assembleia, na noite desta segunda-feira (6), no sindicato
dos rodoviários, e decretaram ‘estado de greve’.
Eles reclamam que o vale-refeição está em atraso desde o dia 25 de abril. A
cesta básica está atrasada desde o quinto dia útil de abril e não há
previsão de pagamento da que vence nesta terça-feira (7).
Segundo o vice-presidente do sindicato, José Alberto Torres Simões
‘Betinho’, não há previsão de acerto do salário de abril, nesta terça-feira,
quinto dia útil de maio, junto com a cesta básica.
“Infelizmente”, diz o sindicalista, “esse problema virou rotina na empresa.
Quando não atrasa uma coisa, atrasa outra. Os trabalhadores têm compromissos
com os salários e precisam se alimentar”.
Beto Simões explica que a empresa Guaiúba, do grupo Sobral, também não
deposita as contribuições do fundo de garantia por tempo de serviço (fgts).
Segundo ele, a assembleia foi proposta pelos trabalhadores e prontamente
convocada pela direção sindical. A categoria aguardará uma resposta da
companhia até sexta-feira (10).
Já nesta terça-feira, o sindicato notificará a empresa e a prefeitura sobre
a decisão da assembleia. E publicará, na quarta (8), em jornal de circulação
regional, o comunicado de greve aos usuários do transporte.

Categoria:GUARUJÁ