Como testemunha, o mar: casamento na praia requer algumas exigências

SERVIÇOS - Fornecer uma paisagem bela e diferente em cerimônia, casamento na praia é a solução para casais que querem inovar no cenário



(foto: Aldo Ribeiro) Saiba quais os procedimentos para o casamento à beira-mar

Trocar o espaço da igreja pelo pé na areia é uma escolha para casais que querem sair do tradicional e realizar o casamento junto ao mar. A opção é ótima porque fornece um belo cenário natural e ainda conta com o branco da areia para combinar com o vestido da noiva. Mas para que o casamento tenha o mesmo balanço do mar, é importante realizar os procedimentos burocráticos corretamente: saiba por onde começar. Para os que desejam ter a cerimônia na praia, o primeiro passo é ir à Secretaria de Governo da Prefeitura de Itanhaém. Acompanhe o passo a passo a seguir:

Siga a Prefeitura de Itanhaém no Instagram, no Facebook e no Twitter

 Processo burocrático:

1º – Ir à Secretaria de Governo da Prefeitura da Cidade e solicitar a permissão de uso do solo onde será feito o casamento. O solicitante receberá um formulário que deverá ser preenchido com os dados necessários referentes ao que se pretende fazer e ter no casamento. Esse formulário gerará uma taxa de R$ 16,90, que deverá ser paga na própria Prefeitura.

2º – Após o pagamento, é necessário retornar à Secretaria, que exigirá o comprovante da solicitação de solo juntamente com o formulário e o croqui do casamento. Depois de entregar os documentos, o solicitante receberá uma via protocolada que será utilizada para anexar no site da União (link para a permissão)

4º – Após anexar o protocolo no site da União, um número será enviado e uma mensagem aparecerá na tela com as informações que o pedido está em andamento. No e-mail chegará um boleto no valor de R$ 750,00, que deverá ser pago.

5º – Já com o número da União em mãos, a pessoa terá de apresentá-lo à Secretaria de Governo, que dará ciência do evento.

6º – Após o pagamento da taxa da União, a pessoa receberá um e-mail autorizando o pedido, que deve ser impresso em medida padrão apresentada no site. No dia do casamento é obrigatório colocar essa autorização na área.

7º – Com todo o processo burocrático concluído, agora é só comemorar e aproveitar esse dia especial com a família e amigos, acompanhado de uma bela paisagem.

Dúvidas frequentes:


– Quais eventos podem ser realizados na praia?
Eventos de natureza recreativa, esportiva, cultural, religiosa ou educacional com curta duração.

– Por que a autorização da União deve estar presente no dia da cerimônia?
Com a autorização fornecida pela União, qualquer pessoa que esteja dentro da área destinada da cerimônia no dia, tanto na areia quanto no mar, e que não faça parte da lista de convidados, deve sair. Caso ela insista em ficar, a Polícia Militar pode ser acionada para retirar a pessoa.

– É cobrada alguma taxa para a realização de casamentos na praia?
Sim. Para a Prefeitura, o valor a ser pago é de R$ 16,90. Para a União, R$ 750,00.

– Há um prazo para solicitar a permissão?
A permissão deve ser feita de 90 a 120 dias antes da cerimônia, para que dê tempo de realizar os tramites legais.

– Qualquer praia da Cidade pode receber esse tipo de evento?
Sim, todas as praias da Cidade podem receber eventos como casamentos e outros.

– É necessário um cerimonialista específico para realizar casamentos na praia?
Não, qualquer cerimonialista pode realizar o casamento, desde que conheça o processo e normas para esse tipo de cerimônia.

Segundo Aldo Ribeiro, cerimonialista e vice-presidente do Conselho Municipal de Turismo (Comtur), casamentos na praia são uma demanda que vem crescendo com o tempo. “No ano passado eu realizei dez casamentos na praia. Até fevereiro deste ano, eu já tive nove marcados aqui na Cidade”.

BENEFÍCIOS

Além de contribuir para o setor do turismo, divulgando as paisagens e praias locais, os casamentos à beira-mar fornecem outros benefícios. Com a presença de turistas que estão envolvidos na cerimônia, o número de pessoas visitando os pontos turísticos aumenta e os comércios locais como restaurante, salão de beleza e hotéis acabam recebendo maior número de frequentadores, contribuindo para o giro econômico da Cidade.

Categoria:ITANHAÉM

Deixe seu Comentário