Romero Jucá surpreende e emplaca protegido no governo Bolsonaro

padrinhado do senador divulga que continuará na Secretaria do Patrimônio
Redação
  | Atualizado 

Governista de FHC a Temer, passando por Lula e Dilma, Romero Jucá emplaca apadrinhado no governo Bolsonaro. (Foto: Fabio Rodrigues Pozzebom/ABr)

Chefe da Secretaria do Patrimônio da União (SPU) por indicação do seu padrinho e senador Romero Jucá (MDB-RR), Sidrack de Oliveira Correia enviou mensagem aos superintendentes regionais garantindo ter sido confirmado no cargo durante o governo de Jair Bolsonaro (PSL). O apadrinhado de Jucá poderá, assim, operacionalizar a venda futura dos imóveis da União, avaliados em cerca de R$800 bilhões.

A venda ao menos parcial de imóveis da União é uma das possibilidades avaliadas pela equipe econômica de Bolsonaro.

O valor de todos os imóveis da União é comparável apenas àquele montante que seria obtido com a exploração de todo o Pré-sal.

O Gabinete de Transição desconhece qualquer entendimento de Jucá com o futuro governo, mas a presença de Sidrack sugere o contrário.

Na mensagem por Whatsapp aos subordinados, o chefe da SPU diz um “fica (sic) com Deus” e pede “sangue nos olhos e faca nos dentes”.

Categoria:BRASIL

Deixe seu Comentário