Guarujá integra e se destaca no Mapa do Turismo Brasileiro

Cidade foi classificada com o nível ‘A’, que concentra o fluxo de turistas e fluxo de turismo internacional; objetivo do programa é apoiar a estruturação do destino, a gestão e a promoção da atividade turística no Brasil

 

Guarujá recebeu do Ministério do Turismo o certificado que integra a Cidade no Mapa do Turismo Brasileiro. O documento foi emitido no último dia 26, por meio do Programa de Regionalização do Turismo Brasileiro e dos Interlocutores Estaduais do Programa de Regularização Tributária – PRT. O certificado valida a responsabilidade com o turismo local e federal, além de agilizar processos relacionados ao acesso de recursos da União.


A Cidade foi classificada com o nível ‘A’, que concentra o fluxo de turistas e fluxo de turismo internacional. No entanto, alguns possuem papel importante no fluxo turístico regional e precisam de apoio para a geração e formalização de empregos e estabelecimentos de hospedagem.


Assim como os demais municípios participantes, Guarujá foi indicado pelos órgãos estaduais de turismo, em conjunto com as instâncias de governança regional, a partir de critérios constituídos em parceria com o Ministério do Turismo. O objetivo do programa é apoiar a estruturação do destino, a gestão e a promoção da atividade turística no Brasil.


Para o secretário de Turismo do Município, Alexandre Nunes, o mapa é um instrumento muito importante para gestão, estruturação e promoção dos destinos. “Estamos comemorando mais essa conquista para o turismo da Cidade. O nosso Guarujá e a cidade de Santos são os dois municípios da região turística da Mata Atlântica que possuem a categoria ‘A’. O certificado só vem comprovar que estamos preparados, com constante fluxo de turistas e infraestrutura turística instalada. Vamos trabalhar, ainda mais, aprimorando e valorizando sempre o nosso Município no conceito mais alto” afirmou o titular da Setur.


O Mapa do Turismo Brasileiro é um instrumento que orienta a atuação do Ministério do Turismo no desenvolvimento de políticas públicas. É ele que define o recorte territorial a ser trabalhado prioritariamente pelo Ministério, incluindo ações de infraestrutura turística, qualificação profissional e promoção de destinos, observando características peculiares de demanda e vocação turística de cada município.

Categoria:GUARUJÁ

Deixe seu Comentário