Estivadores abre dois centros cirúrgicos e mais 25 leitos

O Complexo Hospitalar dos Estivadores ganhou, nesta terça-feira (30), dois centros cirúrgicos e mais 25 leitos de clínica médica que atenderão pacientes SUS de Santos e de outras cidades da Baixada Santista.

Os centros cirúrgicos serão utilizados para operações, a maior parte de média complexidade, em que há maior demanda na rede municipal de saúde, como hérnia e varizes. Os pacientes serão encaminhados pela regulação de vagas municipal para a consulta pré-cirúrgica, após a autorização da intervenção.

Com relação aos leitos de clínica médica, 60% estarão disponíveis para pacientes inscritos pelas unidades de urgência e emergência no sistema municipal de regulação e 40% para os inscritos pela Central de Regulação de Ofertas de Serviços de Saúde, do Governo do Estado.

“A meta para os próximos 12 meses é abrir os 40% de leitos restantes do Complexo Hospitalar dos Estivadores”, diz o prefeito Paulo Alexandre Barbosa.

 

AUMENTO

“Com essa abertura, aumentamos em cerca de 15% a oferta de serviços, em especial para o atendimento de casos em que há mais prevalência na população: doenças cardiovasculares, pulmonares e vasculares. Estimamos realizar cerca de 60 cirurgias por mês, com potencial para duplicar e até triplicar essa quantidade com o tempo”, destacou Júlio César Massonetto, diretor geral do Complexo Hospitalar dos Estivadores.

Para esta etapa de abertura, foram investidos R$ 400 mil dos cofres municipais. Desta forma, o Complexo Hospitalar dos Estivadores passa a ter 131 leitos em funcionamento - 67 de clínica médica, além de dez de UTI adulta, oito cirúrgicos, 36 de maternidade, dez de UTI neonatal, cinco salas de parto, pré-parto e pós-parto, dois centros cirúrgicos e duas salas cirúrgicas obstétricas.

A ampliação em etapas continuará até o hospital atingir a sua capacidade total, de 223 leitos.

 

CUSTEIO

A manutenção do Complexo Hospitalar dos Estivadores custa cerca de R$ 5,6 milhões por mês. Destes, R$ 3,5 mi são oriundos do Estado, R$ 1,1 do governo federal e R$ 1 mi do município.

 


Categoria:SANTOS

Deixe seu Comentário